Cristão Conectado

Nos tempos atuais, há uma verdade acerca da internet: ela está presente em nosso dia a dia, quer estejamos conectados ou não. Em uma era digital, na qual andar conectado significa literalmente caminhar, enquanto se digita uma mensagem aqui ou acolá. Em que atender a todas as demandas diárias é um desafio, qualquer que seja a idade, condição financeira, escolar, estado civil, não há distinção entre os antenados com as novidades online.

Como cristãos, como igreja, também somos desafiados a participar e “correr atrás”, ou melhor, estar à frente do que acontece no universo digital. No entanto, como nos aproximar, pois, dessa tendência virtual, sem que nos percamos nas infinitas conexões wi-fi, sem desviarmos nossos whatsapps do conteúdo correto, nem deixarmos nosso acesso diário à rede tomar clicks que nos distanciem de uma essência eminentemente cristã?

Interessante que a resposta para tal pergunta está no quanto estamos dispostos a investir não apenas nosso dinheiro, financiando um bom plano de megabites. Em verdade, está na aplicação de nosso tempo na direção que damos aos clicks em smartphones, notebooks ou tablets.

Se você está nesse mundo, tem de estar consciente de que a virtualidade não é o seu lar. De fato, ela é uma ótima ferramenta, inclusive para as igrejas.

Como usuária da wi-fi mais próxima, realmente me sinto satisfeita não quando a conexão está com o sinal constante e uma velocidade alta. O que me deixa de fato encantada com essa tecnologia é a facilidade com a qual posso acessar um conteúdo edificante.

Quantas horas de fila são abreviadas com alguns acessos, quantas passadas são dadas ao digitar uma mensagem e quantos e-mails são conferidos e respondidos com grande facilidade? A internet é benção, mas como qualquer outra ferramenta, seu fim pode ser benéfico ou não para o usuário.

Acredite, não depende da conexão, velocidade, qualidade do sinal ou qualquer outro recurso técnico. Se você é um cristão atualizado, é a sua conexão com Deus e Sua Palavra que farão diferença na sua conduta diante da net.

Assim, sem mais delongas, esteja conectado conosco através desse novo site IBAM. Seja bem vindo para navegar, clicar, compartilhar, edificar e ser edificado. No entanto, não se esqueça de manter-se conectado sim, mas de nada irá adiantar saber tudo o que se passa na igreja, sem ter uma conexão/relacionamento com o idealizador do projeto de maior êxito da história: o plano de salvação em Cristo Jesus.

Até o próximo click!

Liliã Cristina Santos Ferreira

Advogada e licenciada em teologia pelo SBPV em Atibaia, SP. Atua na IBAM nos ministérios de Ensino e Integração.

  • Marcelo Muricy

    Excelente post!

    Não epenas uma curtida no facebook, instagram, WhasApp… O problema é mais sério, precisamos alertar nossos jovens, atualmente a internet é uma ferramenta perigosa nas mãos daqueles que não sabem utilizar.

    Como profissional da TI, conheço bem o universo digital e toda tendência para uma utilização cada vez mais superficial. Sabemos que o uso da tecnologia e internet em sua grande maioria são para fins impróprios e improdutivos, basta verificarmos as pesquisas feitas pela The Week;

    “266 novos sites pornôs surgem na internet todos os dias”

    Uma a cada quatro pesquisas que fazemos em sites de busca na internet tem conteúdo sexual. E as mulheres, quem diria, são gran­­­de parte dis­­­­­­­­­­­­­­­­so. Esses e outros dados que mostramos abaixo foram compi­­­­­­­lados e divulgados pela re­­­­­­­­­­­­­vista americana The Week e pe­­­­­­­­­­­lo site francês Stimuli Curieux et Insolites.
    De acordo com a The Week, a indústria pornográfica mo­­­vi­­­men­­­­ta, no mundo, US$ 97 bilhões to­­dos os anos. O pornô apenas nos Estados Unidos é responsável por quase 13% desse montante – e a net, por metade disso. Veja nos números a seguir a quantas an­­­­da a nossa relação com a pornografia na rede.
    12% dos sites que existem na internet são pornográficos – ou, em números atuais, 76,2 milhões
    25% das pesquisas em ferramentas de busca envolvem sexo – o que dá 750 milhões de consultas diárias
    35% dos downloads são pornográficos
    8% dos e-mails mandados diariamente têm conteúdo sexual
    89% de toda a pornografia da internet é criada nos EUA
    20% dos homens confessam que veem pornografia no meio do expediente de trabalho
    70% dos homens com idades entre 18 e 24 anos visitam sites pornôs ao menos uma vez por mês
    O dia preferido da maioria dos usuários é domingo
    1 em cada 4 pessoas que entram em sites pornôs é mulher.

    Parece droga. Cientistas da Universidade de Cambridge estudaram recentemente o cérebro de pessoas que consomem muita pornografia e levaram um susto: ele funciona exatamente da mesma forma que o cérebro de viciados em drogas. O lobo frontal foi a área que mostrou muitas similaridades. Esta é a região responsável, entre outras coisas, pela formação de nossos julgamentos – nos ajuda a decidir o que é certo ou errado, bom ou mau, seguro ou perigoso.

    Que o Senhor nosso Deus cuide da nossa família da fé!

  • tiago enny cruz

    Glória Deus, por ser possível acompanhar os cultos da Ibam através da internet. Trouxemos nossa “igrejinha” conosco na mala!!! Glória Deus!!!

    Tiago e Enny Cruz